Jornal de Opinião

São muitos os textos enviados para a Agência Ecclesia com pedido de publicação. De diferentes personalidades e contextos sociais e eclesiais, o seu conteúdo é exclusivamente da responsabilidade dos seus autores. São esses textos que aqui se publicam, sem que afectem critérios editoriais da Agência Ecclesia. Trata-se de um espaço de divulgação da opinião assinada e assumida, contribuindo para o debate de ideias, que a internet possibilita.

30/03/11

Ao Compasso do Tempo - Crónica de 25 de Março de 2011

Na confusão dos últimos dias, abundam palavras, angústias, apetites, ódios de caserna… e a sabedoria de quem tem esperança e a certeza de que nada está perdido.

Escrevo na 3ª feira, à noite, dia 22. Li ontem, por sinal, um parecer do Professor José Gil no Público, a merecer ser meditado. Seja qual for o desfecho, uma informação clara sobre o que existe no baú da família, é essencial. Mas reina a sensação que a luz não está sobre o alqueire…

Permito-me esta citação do artigo atrás sublinhado.

“Não sei se é possível ao Presidente exigir uma transparência na informação. Insisto neste ponto: para que nós possamos decidir sobre o que se passa temos de ter informação e, se o Presidente puder intervir nesse aspecto, deve intervir e muito. Agora, eu penso que o silêncio do Presidente é para tornar possíveis os consensos. Nos bastidores, muitos movimentos devem estar a tentar fazer o consenso. Aí está outro véu que cobre a democracia. Sei que tem de haver uma zona de não-transparência, mas há necessidade de mais transparência.
(..)
Ora, para participar temos de ter os dados necessários. E isso implica não só sentido de Estado, mas sentido nacional. E não vejo isso. Estou expectante, como milhares e milhares de portugueses, quando devia não estar expectante. Devia estar a agir de uma maneira ou de outra. A decidir. A democracia devia estar a funcionar, com a sua multiplicidade de decisões a tomar. E, para isso, precisamos de dados transparentes e exaustivos na medida do possível. E isso não temos.”
Não sei se chegaremos a saber tudo.

MDN – Capelania-Mor, 25 de Março de 2011
Januário Torgal Mendes Ferreira
Bispo das Forças Armadas e de Segurança

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial